5 Dicas para você se adaptar ao Brasil

Se você não é brasileiro e está no Brasil para estudar, essas dicas são para você!

  1. Faça amigos brasileiros

Querer ficar na companhia apenas de seus amigos conterrâneos é natural. Isso é necessário! Você vai precisar estar perto de pessoas iguais a você.

Mas quando você só fica com seus amigos isso pode te atrapalhar, por exemplo, no aperfeiçoamento do idioma. Para aprender Português, você precisa falar português, conversar, praticar. Isso vai exigir seu esforço. Para isso você vai ter que aproveitar, ou até mesmo, procurar oportunidades para estar com brasileiros.

Eles também podem te ajudar muito a entender o lugar onde você está. Como as coisas e as pessoas funcionam. E não somente porque você precisa deles, mas a oportunidade de criar vínculos de amizade com pessoas diferentes e que podem ser enriquecidas pela sua amizade e você pelas delas.

  1. Seja curioso

Seja curioso. Faça perguntas, tente entender como as coisas funcionam. Pesquise um pouco da nossa história, um pouco da história da cidade onde você está. Parte de nossa cultura é fruto de acontecimentos históricos.

Você vai perceber que os brasileiros devem saber bem pouco sobre o seu país e sua cultura. Mas os brasileiros quando vão para outros países passam a mesma coisa. Muita gente pensa que falamos espanhol. Isso é comum, infelizmente.

Mas ao perguntar coisas sobre o Brasil você pode acabar tendo oportunidade de falar mais sobre o seu país e dar a oportunidade as pessoas de conhecerem mais sobre de onde você vem.

  1. Paciência

Paciência quando as coisas não saírem do jeito que você gostaria. Talvez a comida não seja do seu jeito, o transporte, as pessoas se relacionam de um jeito que você não entende. Talvez elas se toquem demais ou se toquem de menos. Talvez sejam pontuais de mais ou, o que é mais provável, sejam muito atrasadas.

Lembre-se, você que é o estrangeiro, as coisas não vão mudar por aqui porque você está acostumado com uma maneira diferente. Ficar chateado faz parte, mas quanto antes você entender que não está em a casa e que as coisas são diferentes por aqui, melhor será para você.

  1. Flexibilidade

Existe uma coisa chamada resiliência. Por exemplo, uma matéria resiliente é aquela que pode ser submetida a altas temperaturas ou a baixas temperaturas. Ser submetida a várias intervenções, esticada, condensada, mas no final do processo se manter íntegra.

A capacidade de ser resiliente, em termos pessoais, está relacionada com a capacidade de ser flexível. Estar exposto a uma cultura diferente da sua certamente vai te afetar e provocar muitas mudanças e possíveis crises. Mas ser flexível, estar disposto a lidar com as diferenças, as dificuldades, poderão te ajudar a encarar esse tempo como um tempo de aprendizado. Um tempo de conhecer o outro e se conhecer também. Tentar tirar o melhor do seu tempo aqui e se tornar uma pessoa mais madura.

  1. Se divirta

Bem, já que você está aqui, aproveite! Conheça os lugares que a sua cidade tem a oferecer. Faça amigos, coma comidas diferentes, vá a um jogo de futebol ou voleibol, aproveite os feriados, conheça as atividades culturais que são oferecidas, música, arte, como as pessoas se divertem.

O maior desafio para a sua adaptação não é o Brasil, mas a sua capacidade de ser adaptar as diferenças. Esperamos que você aproveite ao máximo o seu tempo aqui.

Tem alguma outra dica que você acha importante? Compartilha aqui! Queremos saber sua opinião também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *